sexta-feira, 4 de abril de 2008

POESIA VENCEDORA - DIA DA POESIA

Um nome? - Poesia...


Queres um nome... um nome!
Mas o que é um nome?
Um nome se perde,
Um nome, o que diz ?


Sempre pensei serem os olhos
- cálidos e doces -
Luminosas estrelas que traduzem
O nome que trago em mim.


Nome que chega primeiro
em suave raio de luz do meu olhar.;
Que abranda caminhos,
sugere paz no amar.


Mas não...
O que tenho sentido são estes olhos,
castanhos de pedra
que fitam insensíveis, duros
como rochas do deserto
que trago no peito...


Sou um espaço vazio, como um vácuo,
algo a ver com jeito de ser,
que se liga no lado frio,
no como e no porque .


Não gosto de meus olhos assim
pois não mostram as direções
que eu gostaria de seguir nem me
deixam sussurrar as palavras que gostaria de dizer...


Então queres um nome...
quem sabe me chame triste noite ou longo dia,
um sonho no tempo que busca teus braços,
na noite de lua solitária vago,
alma sem nome, mulher...
Queres um nome? Um nome?
Chame - Poesia...


Delasnieve Daspet

1 comentário

Nadir Silveira Dias disse...

Pois é, minha Amiga Delasnieve!
E eu que pensei que o teu nome era outro. Mas então que seja: Poesia, parabéns! Por este belo "Dia da Poesia"!
Abraços fraternos
Nadir Silveira Dias

Postar um comentário

^