terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Humanismo


a miséria da criatura humana me pertencem
e açoita em noites de intempéries,
tremo por mim, e, por mim, sei dela,
dentro da igualitária condição,
pelo que oro e velo
faço vigília e me enluto,
já conheço o vale das sombras
o pranto convulsivo
a dor incontrolável
o dilacerar dos desejos,
e no sopro do vento
lanço meus sonhos
arranjo utopias
envio quimeras,que não dissipam
o absurdo do ser,
mas divido comigo
a penúria de todos
que é a minha também.



Dora Vilela


imagem e texto publicado em meu blog:

copacabana café em 29 ddezembrode 2006
http://copacabanacafe.blogspot.com/2006/12/humanismo.htm
l
nota: esta foto foi tirada em 1981, que coisa, não? será que este problema foi resolvido?

4 comentários

baby disse...

parabens!!Garantir o alimento para todos, superando a miséria e a fome, exige de cada um de nós o engajamento pessoal.

BABY disse...

PARABENS! VC É DE MAIS !
ROSE

RABISCOS DIGITAIS disse...

obrigada, rô
vc anda sumida, saudades!
bjsssss

Leonardo Nondilo disse...

Olá! Gostei deste blog e adicionei nos meus favoritos no meu blog. Te convido a visitá-lo, assim compartilhando idéias.
O link é

http://despertaravida.blogspot.com

Sua preocupação com o bem estar do planeta é muito importante, e espalharmos esta consciência é urgente.

Abraços!

Postar um comentário

^